Se for pra sair do Netflix, que seja por um bom motivo. Aqui, 7 deles pra se lançar na rua!

Tá difícil sair do sofá e das séries engolidoras da Netflix, mas opção é o que não falta. Aqui, algumas delas pra curtir São Paulo nos próximos dias com arte, literatura, teatro e boa comida.

Dia 22

Peça PARANOIA no Mundo Pensante!

O ator Marcelo Drummond, do Teatro Oficina Uzyna Uzona, apresenta este espetáculo desde 2011 em diferentes lugares e agora apresenta no Mundo Pensante, na rua 13 de Maio, 830, Bixiga. É um espetáculo performático mulltimídia interpretando os poemas do livro de Roberto Piva, editados em 1963 por Massao Ono e relançado em 2000 pelo IMS. Em cena, “uma São Paulo mítica, noturna, que cresce e se deixa invadir pela sexualidade e pela loucura latentes na madrugada”, diz o chamado.

A trilha sonora de Zé Pi tem batidas eletrônicas, jazz, ruídos da cidade e piano. “A ação caligráfica da escrita milenar da caligrafia japonesa antropofagiada ao laser pichador de Sonia Ushiyama e o cinema ao vivo com Ciça Lucchese no corte e Igor Marotti na câmera entram pela cidade com imagens gravadas de muitas São Paulos em de épocas diferentes com as geradas pela câmera ao vivo completam a perfomance”, continua o texto. Das 20h30 às 23h. Ingressos · R$ 15,00 – 20,00

Banda Patife no CCSP

Esta dica a gente pegou dos dinossauros da noite: a apresentação da Patife Band, “inclassificável e longeva banda dos anos 80 que está na ativa e acaba de acertar uma apresentação no CCSP, no dia 22 de março. O quarteto agora é formado por Paulo Barnabé, fundador e líder do grupo desde 1983 no vocal e percussão, Fábio Gouvea (guitarra), Felipe Brizola (baixo), Paulo Elvis Toledo (bateria)”, diz o chamado. Lembrando que a Patife atravessou as décadas reinventando seu repertório de apenas um álbum. O show traz faixas clássicas como Corredor Polonês, álbum de importância para o rock brasileiro, além de novas composições. O CCSP fica na Rua Vergueiro, 1000.  Preço: $20 inteira, $10 meia-entrada.

Exibição do filme O Custo do Transporte Global

“Seguindo a parceria com a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, o filme O Custo do Transporte Global (Freightened: The real price of shipping) será exibido na sede da Secretaria do Meio Ambiente, em São Paulo. A entrada é gratuita, limitada à lotação do auditório. Um debate com especialistas acontecerá após a exibição do filme”, diz o chamado. Sinopse: 90% dos bens de consumo que consumimos são fabricados em terras longínquas e trazidos até nós de navio. A indústria de transporte de carga é um jogador-chave da economia mundial, e forma a base do nosso próprio modelo de civilização – sem ela, seria impossível suprir as demandas sempre crescentes de nossa sociedade. No entanto, o funcionamento e os regulamentos deste negócio permanecem em grande parte obscuros. O filme revela uma audaciosa investigação sobre o transporte marítimo de mercadorias e lança luz sobre os custos por trás dessa indústria. Para aquela turma legal que quer salvar o mundo.

Das 9h30 as 13h30. Av. Prof. Frederico Hermann Jr., 345 – Pinheiros.

De 23 a 25 de março

Plana Festival Internacional de Publicações

A Cinemateca Brasileira será o palco da nova edição da Feira Plana, curada por Bia Bitencourt e com mais 20 colaboradores. O tema é Volta ao Nada. “A estrutura da Plana prevê cerca de 200 editoras nacionais e internacionais que colocam à mostra e à venda suas publicações. Entre as publicações há livros e zines para crianças, como o Yoyo Zine e a editora Baba Yaga; para cinéfilos, a editora Kinoruss só publica títulos relacionados ao cinema soviético, e há também o lançamento do livro O que é cinema, de André Bazin, pela Editora Ubu. Ainda há opções para quem gosta de livros feitos totalmente à mão, como o coletivo Charivari e os livros desenhados da Juliana Russo. Para os colecionadores, a mesa de Rita Mourão do Desapê traz relíquias das décadas de 1950 e 1960, enquanto Marcelo Masagão, diretor do Festival do Minuto, leva sua produção própria Fotos líquidas/ Livros sólidos”, conta o release.

Dia 24 

Feira Sabor Nacional no Museu da casa Brasileira

O Grupo FSN e o Museu da Casa Brasileira realizam a sexta edição da feira, nos dias 24 e 25 de março, das 10h às 20h, com entrada gratuita. O evento tem o objetivo de retomar a tradição da cozinha brasileira reunindo em um só lugar pequenos produtores de alimentos, bebidas e acessórios culinários para o consumidor final. O Museu da Casa Brasileira fica na Faria Lima, 2705. Bicicletário com 42 vagas.

Dois artistas e uma galeria: Millan!

A Millan abre também no dia 24 as exposições “Lembranças do Futuro”, individual de Paulo Pasta no Anexo Millan, e “O Primeiro Verde”, individual de Thiago Rocha Pitta na Galeria Millan. “Paulo Pasta apresenta trabalhos realizados no último ano que recolocam uma questão essencial de sua obra: a temporalidade. Já a mostra “O Primeiro Verde” marca um novo capítulo na investigação de Thiago Rocha Pitta acerca do meio ambiente, à medida que ele mergulha mais profundamente na origem e na evolução do planeta a partir de um conjunto de trabalhos – em sua maioria afrescos, além de uma escultura, uma aquarela e um vídeo – concebidos entre 2017 e 2018″, conta o convite.

Paulo Pasta – Lembranças do Futuro
Anexo Millan
Rua Fradique Coutinho, 1416 – Vila Madalena
Visitação: 24 de março a 28 de abril de 2018
De terça a sexta, das 10h às 19h; sábado, das 11h às 18h

Thiago Rocha Pitta – O Primeiro Verde
Galeria Millan
Rua Fradique Coutinho, 1360 – Vila Madalena
Visitação: de 24 de março a 28 de abril de 2018
De terça a sexta, das 10h às 19h; sábado, das 11h às 18h

Compartilhe: