Alex Kazuo retorna ao line-up da Casa preferindo o termo moderno ao minimalista

De volta pra Casa
“Foi apenas uma pausa mesmo, um respiro. Mas continuei trabalhando nesse tempo. A demanda pelo meu trabalho aumentou e eu preferi pular uma edição da Casa de Criadores para poder dar mais atenção aos clientes e desenvolver a nova coleção com mais calma.  Sobre a nova coleção, não, eu não quero estragar a surpresa. Vocês se importam de esperar até o desfile?” (foto acima por James Peret)

Moda minimalista? Não, moderna!
“Eu diria que minha moda é moderna. Desenvolvo peças exclusivas feitas sob medida para cada cliente e para todos os gêneros. Sempre imagino peças que vão do casual chic até trajes de gala. Minhas roupas são especiais, eu faço peças que podem levar mais de um mês para ficarem prontas, pois é tudo costurado manualmente, então normalmente atendo pessoas que valorizam esse tipo de trabalho.”

Do boca a boca às redes sociais
“Atualmente divulgo um pouco do meu trabalho e processos através do Instagram (@alex.kazuo). Lá todos podem acompanhar e entrar em contato comigo. Mas também acredito muito no boca a boca. Geralmente os novos clientes chegam até mim por indicação de outras pessoas que já vesti ou outros profissionais com quem já trabalhei.”

O novo sempre vem
“Eu sou otimista! Acredito que a moda brasileira está encontrando sua identidade. Ainda é uma criança, mas já está começando a andar. Principalmente porque estamos num momento em que é preciso repensar valores. E é daí que vem a força dos novos movimentos. Ainda há pouco investimento no novo. Mas o novo sempre vem, então é só uma questão de tempo.”

Cartilha do mundo novo
“Aprenda a costurar, respeite os profissionais que trabalham com você, sempre se questione sobre o impacto social e ambiental dos seus projetos e, por fim, conte uma história.”

Naturalmente representativo
“Acredito que o papel da Casa de Criadores nesse sentido é fundamental, mas também muito natural, já que é principalmente um espaço para os novos talentos. E os novos naturalmente vão falar de representatividade e resistência ao conservadorismo. Eu fico muito feliz em poder fazer parte disso e espero que um dia possamos viver num mundo sem preconceitos.”

E aí, parceiros?
“Nesta coleção eu vou contar principalmente com o apoio da EcoSimple e do portal EcoEra, que me forneceram tecidos sustentáveis, além da Vicunha Têxtil e acessórios criados especialmente para o desfile pela @rivettobags.”

Alex Kazuo em seu ateliê. Sobre a nova coleção? Mistério total / foto: Reprodução Facebook

 

Compartilhe: