Tom Martins e sua moda agênera que não põe fronteira entre Clara Nunes e David Bowie

Tom Martins, estilista e criador da Martins.Tom ao lado de Bruno Dalto, é o entrevistado desta vez no Site da Casa. Eles ingressaram no elenco da Casa de Criadores na última edição, em novembro de 2017, usando como inspiração a magnífica cantora Clara Nunes. Abaixo, algumas frases de Tom que explicam sua moda “libertadora”, como ele próprio define, por ser feita para caber em todos os corpos, em todos os gêneros e da maneira que o comprador quiser. Música, inclusive, dá o tom para sua coleções, sempre homenageando um artista ou gênero. Clima esse que só será quebrado no próximo verão, na coleção seguinte à apresentada na nova edição da Casa de Criadores. “Vou homenagear minha avó, que, inclusive, adora jogo do bicho”, conta.

E nesse clima sem fronteira que segue o barco da Martins.Tom…

Desenrolando os tecidos
“Tenho 23 anos, comecei a trabalhar com moda aos 16 como assistente do stylist Fabricio Miranda. Trabalhei um tempo com ele, e até então meu sonho era ser produtor de moda e trabalhar com styling. Mas cansei, é uma área da moda que acho um pouco complicada, e dai enviei meu currículo pra Choix e comecei a trabalhar na marca. Com três anos por lá, meu amigo Bruno Dalto me convenceu a fazer roupa. Sempre tive algumas ideias, mas nunca colocava em prática. Por vários motivos… Acho que até por não ter ainda na época expertise de produção, de mão de obra, enfim… Começamos com uma coleção bem pequena, de cinco peças, e de cada peça a gente fez cinco. Foi um sucesso! Depois da Choix fui convidado para cuidar do estilo da Pair, onde estou até hoje”.

O canto da sereia
“Eu defino minha moda como libertadora. A gente não se prende a formas, não se prende à sensualidade, a gente se prende à liberdade.”

Moda saindo do forno
“Vamos lançar a nova coleção no dia 9 de junho, na Pair, e ela tem como inspiração o grunge e o pijama. Lançaremos na loja, já faremos venda e já estará em todas as nossas multimarcas, mas ela também será desfilada na próxima edição da Casa de Criadores.”

Let´s Dance
“A maioria das minhas coleções é inspirada pela música, por cantores. Já me inspirei em David Bowie, a ultima foi em Clara Nunes e essa nova no grunge do Kurt Cobain.”

Deus é belga
“Martin Margiela é minha principal referência na moda.”

Para todxs
“O papel da minha marca no cenário é mesmo a coisa da liberdade e da democracia. As peças são amplas, usa-se como quer e cabe em todo mundo. São bem livres e unissex.”

Em tempo: a coleção apresentada na próxima edição da Casa de Criadores estará disponível nas lojas e no e-commerce da marca a partir do dia 09/06. Siga a Martins.Tom no Instagram. Abaixo, a coleção apresentada em novembro do ano passado.

 

 

Compartilhe: