Escritor Santiago Nazarian indica cinco autores e seus cinco livros que injetam fôlego à cena literária!

Santiago Nazarian é referência no mundo da literatura e, pra gente, ele indica novos autores para ler e seguir. Mas antes de mais nada, o que vem por aí, Santiago? “Lancei livro há um ano, Neve Negra, um pós-terror pela Companhia das Letras. Então ainda estou trabalhando no próximo romance, mergulhado em pesquisa, porque terá uma carga histórica bem forte, passado em três épocas. Mas ainda este ano sairá meu primeiro infantil, A Festa do Dragão Morto, um projeto antigo viabilizado agora pela Melhoramentos. É uma fábula cínica”, conta ele. E tome mais sobre o autor: “No ano passado participei da antologia Perdidas – Histórias para crianças que não têm vez, lançada pela Imã Editorial, que trata da morte de crianças na violência do Rio. O projeto não é apenas bacana por a renda ser revertida para ações nessas comunidades, como pela densidade literária de textos como de Andrea del Fuego, Edney Silvestre, Marcelo Moutinho, Anita Deak e Paula Fábrio, entre outros. Estou lá também com um conto de pós-terror, uma maneira de mostrar que o gênero pode tratar de questões mais densas.”

Agora os livros e escritores que Nazarian está curtindo.

“Um autor semi-novo, que tem conquistado bastante reconhecimento recentemente é o gaúcho Samir Machado de Machado. Ano passado ele lançou um romance gay de capa espada Homens Elegantes, pela Rocco, bem divertido e inteligente.”

“Outro autor voltado ao público gay, com uma narrativa mais adolescente, é o estreante Gabriel Spits, que lançou Lucas e Nicolas, pelo Fábrica 231, um daqueles livros sobre primeiro amor que a gente queria ter lido na escola.”

“Também ano passado o carioca Eric Novello lançou Ninguem Nasce Herói, uma distopia sobre um Brasil dominado pelo fanatismo religioso, tão próximo dos dias atuais.”

“O jovem produtor de teatro Kiko Rieser publicou há poucos meses seu romance de estreia, Átimo, uma narrativa bem paulistana sobre suicídio e identidade; assino a apresentação.”

 

“E ainda tem meu primo, Rafael Cortez, ex-CQC, que está lançando um livro de causos, crônicas e poemas, Memórias de Zarabatana; também assino a orelha.”

Siga Santiago Nazarian no Instagram!

 

Compartilhe: