Fernando Cozendey busca em trauma da infância motor pra coleção corajosa no terceiro dia de CdC

Fernando Cozendey abriu o terceiro dia de Casa de Criadores, nessa quarta-feira, apresentando a segunda parte de uma trilogia. Na primeira ele falava sobre políticas corporais e agora é a infância de seu próprio corpo que apareceu na passarela. O estilista distribuiu um poema de sua autoria no qual uma cena de pedofilia na perspectiva da vítima. O resultado? Tons em pele e nude, uma “não-cor”, disse ele para a revista Elle.

A coleção se chama Maculada, que a gente confere abaixo!

Ficha técnica
Styling e direção de arte _ @fernandocozendey
Beleza _ @maxwebertotalbeauty
Cenografia _ @victorhugomattoss
Acessórios de porcelana _ @bruna.pegurier
Trilha _ @ricardosml
Apoiador _ @melissaoficial

Compartilhe: