Igor Dadona apresenta na Casa de Criadores coleção otimista tendo a natureza e o esporte como focos

“Esta não é apenas mais uma coleção, esse projeto representa um novo passo na marca Igor Dadona e também um novo ciclo na minha vida pessoal. A dor passou, continuo enxergando beleza por onde meus olhos possam alcançar, mas dessa vez deixo de lado toda a dor, todas as sombras, todo meu lado obscuro, para me permitir pela primeira vez, no meu trabalho e em minha vida, ser feliz de fato. Me sinto leve, me sinto centrado, sempre existirão algumas vozes persistentes na mente tentando me colocar para baixo, mas preciso tirar todos os monstros para dançar, talvez não possa elimina-los para sempre, mas posso aprender a atribuir pesos menores ao que de fato pesava muito antes, aprendi com a luz do final da tarde entrando pela janela enquanto uma musica que amo tocava, a mesma que eu não conseguia ha tempos, sentir o brilho”, diz Igor.

Igor Danona
– Casa de Criadores- Verao 2019
Foto: Marcelo Soubhia/ FOTOSITE

Sobre o conceito, “como se sentir livre sem poder recorrer ao clichê da fuga para a natureza? Como aliviar a mente não podendo colocar nenhum de seus pés para fora da cidade grande? Do caos? Do cinza interminável?”, questiona. Para tanto, empresta o estilo de vida e os shapes dos skatistas para contar uma história de superação e liberdade, mesclando códigos de variadas datas do movimento sk8.

A coleção apresenta comprimentos, larguras, tecidos, padronagens e estilos, mas sempre tendo o conforto como ponto der partida. E mais peças pintadas à mão pelo artista Luan Zumbi e bordadas por Giucouture, além de uma collab inédita com a Coagula com moletons e camisas oversized e com a Mercier com a alfaiataria. Os acessórios são da Aracuam Studio com a técnica de Ojambu para bolsinhas exclusivas, alem de patch e identidade visual desenvolvidas com a HACO! Cores primarias se juntam ao preto e cinza em camuflados, xadrezes e listras. Confira!

Compartilhe: