Uma injeção de seguidores e bom senso em suas redes sociais com as dicas do ligadaço Enrique Gimenez

O mundo das redes sociais é cheio de segredos e Enrique Gimenez é o cara certo pra ajudar a dar aquele up nas suas contas, muito além da pose e do ângulo perfeito. Já conhece o cara? “Fui parar no mundo das redes sociais graças a Lalai. Nos conhecíamos da Crew, no Clube Glória, e ela tava começando a Remix – agência dela com a Ana Laura Mello. Isso lá em 2010, acho. Comecei como estagiário, saí de lá para a VICE, depois Glamurama e agora tô na UMAUMA – holding da Haute e da Fishfire. De lá pra cá teve um monte de trabalho legal, tipo lançamento do CK Free, perfume da Calvin Klein inspirado na rota 66, o blog de viagens da CI (Central de Intercâmbio), o Meet The Legends – série de encontros musicais da Ray Ban… Aliás, até aqui pro site da Casa de Criadores. Em 2009 o querido Lula Rodrigues me apadrinhou e cobri e editei para ele vídeo de um montão de desfiles”. Abaixo, mais sobre Gigi e dicas espertas.

Influencer de… é…
“Eu acho que essa moda de influenciador digital que é só famosinho já tá passando. Hoje em dia um montão de gente tem se destacado pelo conteúdo que produz e acho que esse é o futuro. O conteúdo como influência.”

Dica 1
“A primeira dica é apostar no que você sabe e entende e começar a falar disso. Esses dias eu fiquei chocado, tava numa pesquisa para um cliente e achei um youtuber de quase 200 mil seguidores que falava sobre práticas de hidroponia – sim, de cultivo de planta sem solo. Nunca que pensei que tinha gente que se interessava por isso e pá. Tem e muita. Então é apostar no que você gosta e sabe falar para arrasar.”

Dica 2
“A segunda é tá sempre atento nos relatórios de audiência. Não é só postar por postar. Tem que acompanhar o que e como as pessoas recebem o que você tá fazendo. E rede social é tentativa e erro. Às vezes uma coisa que você acha que tem super potencial não reverbera muito e o que você acha que não é nada faz um puta de um barulho. Os relatórios te ajudam a ser mais assertivo em o que e quando postar.”

Dica 3
“Co-criar. Chamar gente que entende de outros assuntos que se relacionam com o seu para fazer parcerias. Além de ser legal e ajudar a descobrir coisas novas, é uma forma de expandir a sua rede. A pessoa que você convidou vai postar, os seguidores dela vão ver e te conhecer…”

“Queria dar a dica de três perfis para seguir, rola? Já que eu falei que tem um monte de gente produzindo conteúdo bacana, vale a pena ficar de olho nesses perfis:
1. Muito Interessante – traz curiosidades incríveis e baseadas em estudos e/ou fatos. Eu adoro!
2. Muita Brisa – no mesmo estilo com curiosidades e fatos bizarros ou que rendem uma boa história
3. PH Côrtes – esse menino de 16 anos criou um canal no YouTube e tem uma série sobre seus heróis negros, com a história de brasileiros que fizeram história e são negros.”

Vai aprender!
“Por aí tem um montão de curso para entrar de cabeça no mundo das redes sociais, mas eu recomendo três que valem demais à pena. Dois são do YouPix, criado pela Bia Granja que é um dos principais (senão o maior) nome de cultura de internet no Brasil. Para quem quer apostar e virar influenciador, o Creator Boost é excelente. Para quem quer entender mais sobre o marketing de influência, métricas e como trabalhar com influenciadores, o Influencer Marketing Program, também do YouPix, é excelente. Eu fiz e super recomendo. E tem também a Sandbox, uma escola de pensamento estratégico com cursos ministrados por uma galera que trampa na área da publicidade e não fica só na teoria.”

Só não faça feio
“O que a gente mais vê por aí é uma galera passando vergonha na timeline e, vamos mandar um sincerão: dá pra evitar. A regra de ouro quando você vai postar é se fazer três perguntinhas: tô ofendendo alguém? eu falaria isso em voz alta? se a resposta for não para uma ou para as duas, não posta. Vai por mim. A outra é dar joinhas ou corações para postagens desse tipo. Por fim, e talvez mais importante nos próximos meses – antes das eleições, você não precisa entrar em brigas e discussões desnecessárias, lê a besteira que o amiguinho falou, continua a rolagem da timeline e #VidaQueSegue.”

Compartilhe: