Dentro do Projeto Lab, Alex Santos e Van Loureiro questionam a sobrevivência em tempos apocalípticos

O Projeto Lab da 44ª edição da Casa de Criadores trouxe os estreantes Alex Santos e Van Loureiro, da marca PIM, com coleção inspirada no ambiente árido nordestino brasileiro e no pós-apocalíptico do filme “Mad Max 2 – A Caçada Continua”, de 1981. O Dia Depois de Amanhã criam joias e roupas sustentáveis e a inspiração se fez presente na passarela com “uma atmosfera de terra sem lei, hostil e violenta, deserta, onde se vive em busca de gasolina e água. Nesse contexto, a Terra antes ocupada totalmente por robôs, começa a confrontar-se com os humanos remanescentes. Alguns dos exemplares são metade robôs, metade humanos, figuras pitorescas, castigadas pelo sol ardente e pelo intenso instinto de sobrevivência, de ambas as espécies conviventes num mesmo espaço”, diz os estilistas.

Assim como no cenário do cangaço brasileiro, com seu povo castigado pela escassez de água, “esses seres humanos nômades confrontam-se com a insolência dos poderosos, humanos e robôs que são detentores desses bens preciosos”, explicam. Neste contexto no qual humanos passaram a usar partes de robôs como instrumentos e adornos, vimos um braço que virou bolsa, um corpo que virou mochila e uma rede de pesca e outros materiais descartados usados para criar peças de vestuário. Tudo com styling de Navara Reis.

Compartilhe: